segunda-feira, 31 de julho de 2017

Petróleo do pré-sal supera o do pós-sal. Pena que ele não é mais nosso


A produção de petróleo no Brasil atingiu 2,675 milhões de barris por dia em junho. De acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o volume representou uma alta de 0,8%, se comparado ao mês anterior, e de 4,5% em relação a igual período em 2016. 

Pela primeira vez, a produção de petróleo no pré-sal (1,352 milhão de barris por dia), superou a registrada no pós-sal (1,321 milhão de barris por dia).

Já a produção de gás natural no Brasil atingiu 111 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d), o que equivale a uma elevação de 7,4% em relação ao que foi produzido no mesmo mês em 2016 e em 6,1% na comparação com maio. 

O pré-sal é uma camada de reservas petrolíferas situadas abaixo de uma profunda área de rocha salina no litoral brasileiro. O pós-sal está acima dessas camadas e, portanto, em profundidade menor.

Alguém se lembra de uma presidenta da República que quis destinar o dinheiro da exploração do pré-sal para a educação e a saúde públicas?

Pois é, ela foi derrubada por um golpe.

E o dinheiro do pré-sal agora vai para as petrolíferas internacionais.

O Brasil nunca deixará de ser uma colônia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário