quarta-feira, 17 de maio de 2017

Rodovias se esvaziam no Brasil Novo


Uma boa maneira de saber como está a atividade econômica é observar o tráfego de veículos, leves e de carga, nas rodovias. 

E ele está bem fraquinho...

O índice ABCR de atividade relativo a abril apresentou redução de 1,5%, com queda tanto no fluxo dos veículos leves como no de pesados, em termos mensais dessazonalizados. 

Com o resultado, o indicador reverteu a alta do mês anterior, que foi de 1,7%. O fluxo de veículos leves caiu 1,3% em abril, mesma queda apresentada pelo de pesados. 


O índice que mede o fluxo de veículos nas estradas concedidas à iniciativa privada é produzido pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias em conjunto com a Tendências Consultoria Integrada.

Ao comparar abril/2017 com abril/2016, o índice total cresceu em 0,2%. O fluxo de veículos leves aumentou 3,0%, enquanto o fluxo de pesados teve retração de 8,3%. Nos últimos 12 meses, o fluxo total acumulou variação de -3,1%. Na mesma base de comparação, o fluxo de leves variou -2,3% e o de pesados, -5,7%.

No acumulado do ano (média jan/abril de 2017 ante média jan-abril de 2016), o fluxo total acumulou variação de -1,0%. O fluxo de veículos leves registra estabilidade, enquanto o fluxo de pesados acumula retração de 4,0%.

Um comentário:

  1. O único movimento qie se mantem estável nas rodovias, é o de corruptos carregando mala de dinheiro pra lá e pra cá. Agora então, vai ser moleza.Estão todos.soltos. Tornozeleira? Qua, qua!

    ResponderExcluir