quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Recessão com inflação: os golpistas inovam


O bando de picaretas liderado pelo Dr. Mesóclise é mesmo de uma competência invejável.

Foi só provocar a maior recessão da história do Brasil para que a inflação ... subisse.

Isso mesmo!

Contrariando todos os manuais de economia adorados pelas sapiências neoliberais, aqui em Pindorama os golpistas conseguiram o feito de aliar atividade econômica em nível baixíssimo, desemprego em alta e mercado consumidor retraído, com aumento dos preços.

Segundo o IBGE, a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor 15 (IPCA-15) fechou fevereiro em 0,54%, registrando uma alta de 0,23 ponto percentual em relação aos 0,31% da taxa de janeiro deste ano. Com a alta, o IPCA-15, uma prévia da inflação oficial do país, fechou os dois primeiros meses do ano com taxa acumulada de 0,85%.  


No acumulado dos últimos 12 meses, o índice fechou com alta de 5,02%.

Em fevereiro, o aumento dos preços foi forte no grupo educação, que subiu 5,17% em relação a janeiro, causando um impacto de 0,24 ponto percentual na alta de 0,54%.

Além do grupo educação (5,17%), o IPCA-15 também foi pressionado pelas tarifas dos ônibus urbanos e intermunicipais, que subiram 3,24% e 3,84%, respectivamente. Com o aumento das tarifas dos ônibus, o grupo transportes ficou com variação de 0,66%, apesar da queda de 12,45% nas passagens aéreas.

Entre as 11 regiões do país envolvidas na pesquisa relativa ao IPCA, sete apresentaram taxas superiores à média nacional de 0,54%. A maior alta foi registrada no Rio de Janeiro onde o IPCA-15 saltou de 0,3% para 0,93%, entre janeiro e fevereiro. Também tiveram resultados acima da taxa média de 0,54%, Salvador, a segunda maior alta, com variação de 0,85%; Belo Horizonte (0,74%); Recife (0,73%); Fortaleza (0,69%); Belém (0,66%); e Porto Alegre (0,55%).

Um comentário:

  1. Buuuum! Senhoras e Senhores, Gran Circo Por Baixo dos Panos, apresenta seu espetáculo: "por cima dos panos". Coitado do pano. Foi só jogar luz nos subterrâneos, para vir a tona a "competência" inquestionável dos salvadores da pátria. Dos que iriam unir o País. Dos que projetaram a "ponte para o futuro". Aliás, bem pensado êsse slogan. Futuro pode ser amanhã, daqui a 1 ano, daqui a 100 anos.Tudo depende de se ir arranjando algum culpado pelo atraso. Estamos aguardando o granfinale. Muito divertido o espetáculo.

    ResponderExcluir