sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

O desprezo dos golpistas em relação à educação


Os anos 2000 no Brasil trouxeram muitas melhorias nos indicadores sociais do país, em especial no acesso à educação. 

Quanto ao ensino superior, políticas sociais importantes foram postas em prática para ampliar o acesso à educação superior no Brasil, especialmente com os programas Prouni e Reuni e com a ampliação do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O crescimento ocorreu mais expressivamente no Norte e Nordeste e foi notável a inclusão social promovida por tais programas, seja quanto a condições socioeconômicas, seja quanto a raça/cor.

No entanto, o governo golpista anunciou a criação de um “Novo Fies” que reduz, por exemplo, o limite do desembolso por estudante, que era de R$ 46 mil por semestre, passando para R$ 30 mil. O estudante não conseguirá financiamento para quantia acima desse por semestre.

O desprezo da gestão Temer em relação à educação se manifesta também pelo fato de que, com a aprovação da PEC 55/2016, a área sofrerá os maiores cortes potenciais, dado seu ritmo de crescimento anterior. 

Os cortes, como em relação ao Fies, colocam em risco a inclusão social e o cumprimento do Plano Nacional de Educação (PNE). (Ana Luíza Matos de Oliveira, economista/Fundação Perseu Abramo)

2 comentários:

  1. Pois é. Estão desvirtuando o papel do estado. Querem o deles e o resto que se dane. Claro, golpista não tem compromisso com o Cidadão. Só tem compromisso com o bolso deles.Tomaram na marra e vão arrasar o País.

    ResponderExcluir
  2. Os moradores do Mamatão se fartam de impostos e da venda de patrimônio do Povo.
    Para nós, animais da selva que os rodeia, jogam migalhas e resto de comida. Algum tempo atrás, um alto funcionário do Mamatão, foi pedir aumento de salário para o gerente( que tá na cadeia, mas ja vai sair).Observe que fazem uma tremenda confusão, pra dar (como se fosse favor), qualquer beneficio ao Povo.Já pra eles é só pedir. Pá! Pum! Concedido.Viva o Mamatão.

    ResponderExcluir