segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Devolução de cheques bate recorde em 2016



Mais uma notícia da novela "A tragédia do Brasil Novo": o número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados atingiu 2,30% no acumulado de janeiro a outubro, o pior resultado da série histórica da empresa Boa Vista SCPC, iniciada em 2006.


No acumulado do ano, os cheques devolvidos recuaram 7,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. Tanto os cheques devolvidos de consumidores quanto os de empresas diminuíram no período, 8,9% e 5,2%, respectivamente. Na mesma base de comparação, os cheques movimentados contraíram 13,6%.

O percentual de cheques devolvidos sobre movimentados aumentou consideravelmente em outubro de 2016, ficando em 2,46% ante o resultado de 2,00% em setembro de 2016. O indicador também foi maior na comparação com outubro do ano anterior, quando havia registrado 2,15%.

Os cheques devolvidos aumentaram 23,0% na comparação mensal, enquanto os cheques movimentados ficaram estáveis, o que contribuiu para a alta do percentual no período.

Um comentário:

  1. Invenção do governo mesóclise: "cheque degolado". Só paga se chamar o Exército.

    ResponderExcluir