segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

O problema do Brasil não são as leis, são os brasileiros


Este Brasil Novo tem se mostrado ansioso por mudar as leis.

Seus luminares querem mexer em tudo, da previdência social às punições aos corruptos. 

É como se todo o intrincado sistema legal do país, incluindo a própria Constituição, fosse um monte de lixo.

Mas qualquer um que se disponha a gastar alguns minutos para refletir sobre isso vai chegar à conclusão que o problema do Brasil não é a falta de leis, mas sim a sua aplicação.

O país, é fácil perceber, tem leis para tudo, para todos os gostos.

Pode ser que algumas delas precisem ser modernizadas, ou mesmo aperfeiçoadas.

Muitas são simplesmente ignoradas pela população.

Outras são de difícil cumprimento, várias são desconhecidas.

Mas, definitivamente, as leis existentes no Brasil são capazes de colocar a nação entre as mais civilizadas do planeta.

Isso se elas fossem cumpridas, se o povo ao menos tivesse consciência da importância de obedecer ao ordenamento legal - o que, infelizmente, não ocorre.

No Brasil as pessoas são incapazes até de cumprir normas corriqueiras como trafegar nas rodovias de dia com o farol aceso, não exceder os limites de velocidade, ou até mesmo respeitar as filas.

E se elas desobedecem essas regras civilizatórias simples, o que dizer das outras que regulam negócios e mecanismos mais complexos?

Levante a mão quem não sonega impostos...

O descumprimento das leis é geral e irrestrito, abrangendo aqueles que deveriam defendê-las - o Judiciário é o poder mais corrupto da República, porque ele não é fiscalizado externamente.

O fato é que o Brasil seria um paraíso se suas leis fossem cumpridas, se a Constituição fosse respeitada, e se as regras comezinhas do dia a dia fossem seguidas.

O maior problema do Brasil, é duro dizer, é o brasileiro. (Carlos Motta)

Um comentário:

  1. Roubaram meu comentario? Chama a Policia! Cacilda!

    ResponderExcluir