sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

A inflação baixa e o pior dos mundos

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA, que mede a inflação oficial), de novembro variou 0,18% e ficou abaixo dos 0,26% de outubro. É o menor índice para os meses de novembro desde 1998, quando registrou queda de 0,12%. O acumulado no ano é de 5,97% - no mesmo período de ano anterior, ele era de 9,62%. Nos últimos 12 meses, a taxa é de 6,99%, abaixo dos 7,87% relativos aos 12 meses imediatamente anteriores. Em novembro de 2015 o IPCA foi 1,01%. 
Uma boa notícia, esta?

Depende.

Se a gente olhar apenas os números, ótimo.

Mas se a gente for ver o que eles escondem, é uma tragédia.

Inflação baixa, num cenário recessivo, significa tão somente que a economia parou, as pessoas não têm mais fôlego para consumir, as empresas não têm para quem vender, e consequentemente, diminuem a sua atividade e demitem seus funcionários.

Claro que os golpistas vão dizer que, finalmente, a inflação está sob controle, e isso significa que eles são o máximo, que a equipe econômica é o "dream team" que todo país gostaria de ter.

Se o cenário fosse o inverso, com a atividade econômica em alta, um IPCA desses seria o melhor dos mundos.

Mas do jeito que o Brasil caminha, é apenas mais um sinal de que estamos nos aproximando cada vez mais do fundo do poço. (Carlos Motta)

Um comentário:

  1. No fundo do poço, os três poderes serão: o mendigativo, bebunlativo e a funerária.

    ResponderExcluir