quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Brasil, o paraíso dos picaretas


O avassalador avanço dos evangélicos brasileiros na área da comunicação e na política inspirou os colegas estrangeiros, que se preparam para abocanhar uma fatia de "fiéis". Exemplo disso é o evento programado para os dias 22 e 23 em Brasília, no qual um tal de Parlamento & Fé Brasil vai apresentar as suas "propostas".

O release distribuído pela entidade dá algumas pistas do que seja o tal movimento: 


Com a proposta de inspirar pessoas que queiram transformar a nação brasileira, o evento Expansão do Parlamento & Fé Brasil reunirá representantes de todos os estados na capital federal. Apesar de não possuir o viés político, o principal objetivo dos participantes é evangelizar e pastorear parlamentares e pessoas ligadas a eles. Neste encontro, um dos convidados é o Pr. Luciano Bongarra, argentino que idealizou o movimento internacional há cerca de nove anos e vem evangelizando políticos em toda América Latina, Europa e Estados Unidos, em especial nos parlamentos argentino, paraguaio, uruguaio, chileno, italiano, espanhol, venezuelano, mexicano e agora brasileiro.

"Nossa grande missão é estar aqui para servir, demonstrando como as pessoas podem retornar à verdade bíblica e, assim, transformar sua vida, a sociedade e depois a nação", explica o Pr. Gessé de Roure Filho, advogado e diretor nacional do Parlamento & Fé Brasil. Uma das leituras da Bíblia que servem como diretriz para o grupo é justamente a passagem de Romanos 12:2, que fala sobre o poder da mudança: "E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus".

Além do Brasil, onde o movimento começou a se reunir em dezembro de 2015, Argentina, Uruguai, Bolívia, México, EUA, Alemanha e Suíça são alguns dos países onde a organização cristã Parlamento e Fé está presente. No total, já são mais de 10 países, e a representatividade segue em expansão pelo mundo.


Sei não, mas parece que o Brasil vai se tornando, rapidamente, aquilo que a sabedoria popular chama de "casa da mãe Joana", um lugar onde picaretas, oportunistas e aventureiros de todos os quilates se sentem perfeitamente bem instalados.

Um comentário:

  1. Prezado Motta. Com todo respeito as Instituições sérias, parece que no Brasil, as nossas autoridades não se deram conta(ou se deram, não sei), que a bandidagem encontrou o caminho das pedras, para formar quadrilhas e praticar todo tipo de crimes, como : estelionato, trafico de drogas, lavagem de dinheiro ilicito, trabalho escravo etc... entre outros. Basta se autodenominar, religioso, ong, ou partido politico. Pronto, liberou geral.
    O resultado é o assunto do post. Não bastasse os nossos, estamos importando picaretas. Já as vitimas de guerras e outras catastrofes, não são benvindas. Parece que o espirito dos tres patetas, anda baixando nos governantes mundiais.

    ResponderExcluir