Pular para o conteúdo principal

Os erros do PT foram menores que seus acertos

O PT, nestes últimos anos, foi praticamente impedido de governar o Brasil por um Congresso composto por centenas de picaretas, foi perseguido dia e noite pela imprensa, MP e Judiciário, e acabou afastado do poder central por um golpe criminoso.

Apesar disso, não são poucos os que o julgam responsável pela surra que as esquerdas levaram nestas eleições, por ter "errado" tanto.

Essas pessoas, muitas delas do campo progressista, acusam o PT de ter se tornado um partido igual aos outros, de ter se aliado a gente da pior espécie, de ter esquecido os princípios que o orientaram em sua fundação, de ter feito muitas concessões à oligarquia, de ter permitido que os meios de comunicação ficassem sem nenhum controle, de ter adotado uma posição de arrogância no trato com outras agremiações de esquerda, de ter abandonado os movimentos sociais... - a lista de erros que o PT teria cometido é enorme.

Apesar de tudo isso, há o outro lado, que esse pessoal, talvez para não prejudicar a sua lógica, esquece de lembrar: foi nos anos em que o PT governou o Brasil que o país deu um extraordinário salto civilizatório, em todos os sentido.

Lógico que uma autocrítica iria fazer bem aos petistas.

O mesmo se aplica, porém, aos outros partidos da esquerda. 

E a todos que querem a volta da democracia.

Mas é importante que não se caia na armadilha construída pelos fascistas, que consiste em culpar a vítima pelo estupro que ela sofreu. (Carlos Motta)

Comentários

  1. Prezado Motta. O Pt não errou. O Pt sobreviveu na selva fascista e mostrou que é capaz. Pouco podemos fazer quando um bandido nos ataca de surpresa e armado. A experiência foi espetacular. Aprendemos principalmente que a convivência com bandidos politicos não é possivel. Estamos longe disso. Exercer poder no Brasil só é possivel com retaguarda muito bem armada. Infelizmente não tivemos isso. Se o Brasil sobreviver à estupidez dos golpistas talvez tenha uma segunda chance.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pátria deseducadora

Juiz de direito, guitarrista. E criador de um festival internacional de música

Carlos Motta
A vida de músico não é fácil no Brasil. Da mesma forma, não é para os fracos a tarefa de promover a música num ambiente dominado por uma indústria que odeia a qualidade. Mesmo assim há pessoas que se dedicam simultaneamente à vida artística e à extenuante missão de levar cultura ao público. 

Haja fôlego, haja coragem, haja vontade.

A situação se complica ainda mais quando essa pessoa exerce uma profissão que exige uma atenção constante, quase como um sacerdócio. 

Esse é o caso o doutor José Fernando Seifarth de Freitas, juiz da Vara da Família em Piracicaba, importante cidade do interior paulista, que também é Fernando Seifarth, violonista dos mais respeitados entre o pessoal que toca o jazz manouche, ou cigano, gênero que nasceu da genialidade do belga Django Reinhardt, lá nos anos 30 do século passado e rapidamente se espalhou pelo mundo todo. 

O juiz de direito e o músico, provando que muitas vezes querer é poder, se fundiram há alguns anos para criar um dos mais interessan…

O profeta Chico Buarque

Carlos Motta

Que Chico Buarque é um dos poucos gênios da raça, não há a menor dúvida.

Tudo o que ele fez e faz, faz bem.

Isso é fato provado e comprovado.

O que poucos sabem, porém, é que o músico, cantor, letrista, poeta, romancista, teatrólogo etc e tal tem poderes proféticos, como se fosse um Nostradamus tropical, capaz de, 30 anos atrás, prever o que seria o Brasil de hoje, o malfadado Brasil Novo nascido do assalto que a mais cruel, torpe e voraz quadrilha já empreendeu na história da humanidade.

"Vai Passar", na pegada arrebatadora de um samba-enredo, diz tudo sobre este país desafortunado.

Além de prever o seu futuro, explicitado em poucos e ótimos versos:

"Num tempo
Página infeliz da nossa história
Passagem desbotada na memória
Das nossas novas gerações
Dormia
A nossa pátria mãe tão distraída
Sem perceber que era subtraída
Em tenebrosas transações"

Quem sabe, sabe.

Chico Buarque sabe tudo e um pouco mais.

Aí estão, aos olhos de todos, as mais tenebrosas transações que possa…