quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Mas por que Moro quer prender Lula?

O Brasil é hoje uma página de um romance de Kafka.

Leio que jornalistas oficiais comemoram a prisão de Eduardo Cunha porque ela demoliria as alegações da defesa do ex-presidente Lula de que ele sofre perseguição do juiz Moro e sua turma.

Assim, portanto, na visão desses jornalistas oficiais, Moro deu uma demonstração inequívoca de sua imparcialidade e a prisão de Lula é tão somente uma questão de horas.

O que os jornalistas oficiais se esqueceram de dizer, nessa análise canhestra, é que simplesmente não há nenhum motivo para que seja decretada a prisão de Lula, a não ser exatamente o que a sua defesa sustenta: o ex-presidente é vítima de uma feroz perseguição por parte da força tarefa da Lava-Jato.


Ora, convenhamos, não dá para comparar as denúncias que pesam sobre Eduardo Cunha com as feitas contra Lula.

De um lado, milhões de dólares em contas na Suíça, presumivelmente de propinas das mais variadas fontes.

Do outro, fofocas, boatos e insinuações absolutamente ridículas sobre a propriedade de um sítio e um apartamento, e sobre palestras comprovadamente dadas em vários locais do mundo.

A tentativa de jogar os dois na vala comum dos corruptos e ladrões é clara. 

Mas a distância moral e ética que os separa beira o infinito. (Carlos Motta)

Nenhum comentário:

Postar um comentário