terça-feira, 25 de outubro de 2016

Fundação Getulio Vargas também vê economia estagnada

A prévia da Sondagem da Indústria de outubro de 2016 , feita pela Fundação Getulio Vargas, sinaliza redução de 1,3 ponto do Índice de Confiança da Indústria (ICI) em relação ao número final do mês anterior, para 86,9 pontos, depois de subir 2,1 pontos em setembro. Na métrica de médias móveis trimestrais, o índice ficaria estável, em 87,1 pontos.

Em resumo, a economia do Brasil Novo está, no mínimo estagnada, não sai do lugar, não sofreu nenhum "choque de confiança" capaz de reanimá-la.

A tão propalada, pelos golpistas, recuperação, só virá, se vier, daqui a muitos meses.

Segundo a FGV, a manutenção da tendência de acomodação iniciada em agosto também é observada nos subíndices que separam os indicadores por horizontes temporais. O Índice de Expectativas (IE) caiu 1,5 ponto na prévia de outubro, para 88,3 pontos, após subir 2,5 pontos no mês anterior. Da mesma forma, a prévia do Índice da Situação Atual (ISA) recuou 1,0 ponto, para 85,7 pontos, após subir 1,5 ponto em setembro.

No resultado preliminar de outubro, o Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria (NUCI) ficou em 74,1%, uma queda de 0,6 ponto percentual em relação ao mês anterior. 

O resultado final da pesquisa será divulgado na segunda-feira, 31 de outubro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário