quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Nas asas do Brasil Novo: número de viagens aéreas despenca


O Brasil Novo vai pondo as coisas em seus devidos lugares. E lugar de pobre não é em aeroportos, a menos que seja para trabalhar na faxina.

Assim sendo, a Gol Linhas Aéreas, a maior companhia brasileira do setor, informa, em release que distribuiu, que "o volume de decolagens no sistema total se reduziu 20,0% e o total de assentos disponibilizados ao mercado recuou 19,6% no mês de agosto". No acumulado de 2016, "o volume de decolagens e o total de assentos foram reduzidos em 16,1% e 16,0%, respectivamente".

No mercado doméstico, a Gol reduziu 5,4% da oferta em agosto e 6,3% no acumulado do ano, quando comparada aos mesmos períodos de 2015.

A demanda doméstica recuou 2,7% no mês, "levando a taxa de ocupação para 78,2% ou 2,1 p.p. superior quando comparada ao mesmo período de 2015". Até o mês de agosto, a demanda doméstica recuou 7,5%, com uma taxa de ocupação de 77,9%.

A oferta e a demanda da Gol no mercado internacional em agosto de 2016 caíram 25,3% e 24,2%, respectivamente, levando a taxa de ocupação para 73,9%. No acumulado do ano, a oferta apresentou queda de 17,0%, enquanto a demanda recuou 14,1%, "o que resultou em uma taxa de ocupação 2,6 p.p superior e registrando 74,2%".

É, o Brasil está voltando à normalidade. (Carlos Motta)

Um comentário:

  1. Vai piorar. Querem terceirizar tudo. Acabar com ferias, 13o, pis, inps, horario de almoço, 42 hs semanais etc... e pra completar, no horario de verão, vão adiantar o relogio 3 horas.

    ResponderExcluir