sábado, 2 de julho de 2016

Um golpe contra o futuro do Brasil

Dói ver que o Brasil foi tomado de assalto pelo mais desqualificado bando de "homens públicos" já formado em sua história, gente que poderia, muito bem, estar neste momento cumprindo pena em qualquer uma de nossas luxuosas prisões.

Dói muito mais, porém, saber que o propósito dessa quadrilha é interromper a mais profícua experiência democrática jamais vivida no país, essa década na qual o PT ensaiou uma social-democracia que conseguiu amenizar um pouco a infame desigualdade social que havia se tornado a marca registrada do Brasil no planeta Terra.

Uma nação como a nossa, de mais de 200 milhões de habitantes que vivem num imenso e riquíssimo território, não merece o destino que a súcia golpista pretende dar a ela, de voltar a ser uma colônia americana, onde 1% da população detém 90% da riqueza, e onde apenas 20 milhões de pessoas integram o mercado consumidor, com todas as suas maravilhas - e o restante mal e mal sobrevive.

O trágico deste momento da vida nacional é saber que não são poucos os que desejam ver o Brasil se apequenar, se reduzir a quase nada no cenário mundial.

Triste é constatar que existam na sociedade brasileira tantos lesa pátrias, tantos entreguistas, tantos traidores.

E tantos inocentes úteis, buchas de canhão, ignorantes ou simplesmente idiotas, que seguem cegamente as ordens de seus "líderes" na esperança de obter uma ascensão social e econômica só possível num mundo imaginário.

É impossível prever qual será o futuro do Brasil.

Mas algo é certo: o golpe dado pela malta de políticos, empresários, representantes do Judiciário e do Ministério Público, vai atrasar em algumas décadas o desenvolvimento do país - se não interrompê-lo definitivamente. (Carlos Motta)

Nenhum comentário:

Postar um comentário