segunda-feira, 4 de julho de 2016

Os seguidores de Bolsonaro têm a solução para os males do Brasil: "cadeia ou cemitério"

A democracia não é para fracos.

Viver num país moderno, de instituições consolidadas e atuantes, que preze a igualdade social e econômica, laico, que garanta saúde e educação gratuitas para seus cidadãos, deveria, ao menos neste estágio da civilização, ser o sonho de todos os seres humanos.

No Brasil de hoje, infelizmente, existem pessoas que preferem a lei da selva, a barbárie, o salve-se quem puder.

Um dos políticos mais representativos desse estágio pré-civilização é o deputado Jair Bolsonaro, cuja misoginia, homofobia, apologia da tortura e anticomunismo doentio, combinados a uma total ignorância de assuntos econômicos e sociais, atraem uma parcela do eleitorado, desde viúvas da ditadura militar a "midiotas" sem nenhum grau de conhecimento histórico ou senso crítico.

Há quem estranhe o fato de o deputado, um fascista declarado, ter tantos seguidores, alguns, como mostra a ilustração abaixo, extraída do Facebook, verdadeiramente fanáticos, que veem nele o salvador da pátria, único homem capaz de aplicar o remédio definitivo para os males que acometem a nação - "cadeia ou cemitério".

O fenômeno se explica: afinal, Bolsonaro, com seu discurso fanfarrão, histriônico, seus ares de sub-Mussolini, e sua aversão a qualquer coisa ligada à inteligência, é um retrato de boa parte da sociedade brasileira.

Construir a democracia num país cuja população é majoritariamente ignorante, convenhamos, é uma missão quase impossível. (Carlos Motta)

O REMÉDIO PRA BANDIDO, COMUNISTA, POLÍTICO LADRÃO, ESTUPRADOR, E DEFENSORES DE ASSASSINOS! QUANDO O MITO CHEGAR LÁ, SEM TÃO FUDIDOS........É CADEIA OU CEMITÉRIO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário