domingo, 31 de julho de 2016

O Brasil se reduziu a isso...

O Brasil, pobre Brasil, eterno país do futuro, reduziu-se a isso:

@ Seu presidente interino saúda o governador fluminense licenciado, em severo tratamento contra um câncer, com uma frase que ficará nos anais do bestialógico nacional:

- Há males que vêm para o bem, Pezão. Confesso que você está até mais bonito agora.

@ Juízes se revoltam com o fato de o ex-presidente Lula ter recorrido a órgão da ONU, inconformado com a perseguição que lhe move um certo magistrado de 1ª instância e alguns procuradores da República, como se buscar a Justiça fosse um ato deplorável e condenável. 

@ Seu presidente interino, que em pouco mais de dois meses renegou todo o programa de governo da chapa eleitoral que compôs e venceu a eleição de 2014, desmantelou parte da burocracia para aparelhá-la com seus apadrinhados, arrebentou as contas públicas para distribuir benesses a aliados, em demonstração evidente de que seu objetivo é mesmo se efetivar no cargo, confessa, à imprensa estrangeira, que a presidenta afastada não cometeu crime nenhum e seu impedimento é um processo político, o que contraria frontalmente a Constituição. Suas palavras:

- Essa questão do impeachment no Senado não depende da nossa atuação. Depende da avaliação política – não uma avaliação jurídica – que o Senado está fazendo (...) Eu penso que o Senado vai avaliar as condições políticas de quem está hoje no exercício e de quem esteve no exercício da Presidência até um certo período.

Vale lembrar que o interino é considerado um "jurista"... (Carlos Motta)

Nenhum comentário:

Postar um comentário