segunda-feira, 13 de junho de 2016

O fundo do poço

Impossível não estabelecer uma relação entre o governo golpista e a seleção brasileira de futebol. 

Os dois são menos que medíocres e dirigidos por pessoas sem nenhum carisma, incompetentes e arrogantes.

O dr. Mesóclise e Dunga - que apelido! - também guardam uma semelhança extraordinária entre si: chegaram à posição em que se encontram muito menos por seus méritos - quase inexistentes - e muito mais pelo "jeitinho", essa desgraça cultural que arruína o país desde sempre.

Ambos são resultado de uma engrenagem movida à mais crua corrupção.

O governo golpista e a seleção demonstram que o Brasil, se não chegou ao fundo do poço em sua expressão moral e ética, está bem perto dele.

Que triste fim este o do outrora "país do futebol"... (Carlos Motta)

Nenhum comentário:

Postar um comentário