segunda-feira, 27 de junho de 2016

É claro que foi um golpe, mas quem se importa?

Então ficamos assim: os peritos do Senado atestam que a presidenta Dilma não cometeu nenhum crime de responsabilidade, mas isso não vai impedir que os senadores votem pelo seu impedimento - mesmo sem uma base legal para tanto.

Então ficamos assim: é claro que essa história das tais pedaladas foi apenas uma desculpa - esfarrapada - para defenestrar a presidenta e colocar em seu lugar um bando de ladrões.

Então ficamos assim: o Brasil hoje é uma nau sem rumo, mais uma republiqueta de bananas onde a plutocracia manda e desmanda, onde o Judiciário está a serviço dos ricos, e o Legislativo é simplesmente um grande balcão de negócios.

Então ficamos assim: o golpe contra a democracia está a cada dia mais escancarado, mas isso não tem a menor importância. Desde que seja para livrar o país dos malditos "petralhas" e tudo o que eles representam - menos desigualdade social, inserção das camadas mais pobres no mercado de consumo, construção de um Estado que proteja os mais frágeis, dê reais oportunidades a todos e regule a atuação do capital -, vale tudo, e principalmente destruir todas as ações em benefício da sociedade feitas nos últimos anos.

Então ficamos assim: pouco importa que o dr. Mesóclise seja o mais ridículo, patético e incompetente chefe do Executivo que o país já teve - desde que ele almoce e jante com os homens de bem, está tudo certo. (Carlos Motta)

Nenhum comentário:

Postar um comentário