terça-feira, 10 de maio de 2016

O tamanho da crise: produção industrial cresce

Olha só o tamanho da crise: a produção industrial cresceu em dez dos 14 locais pesquisados pelo IBGE, na passagem de fevereiro para março deste ano. As maiores altas foram nos Estados do Amazonas (22,2%) e Bahia (8,1%). Houve aumentos mais acentuados do que a média nacional (1,4%) na região Nordeste (4,1%) e em Santa Catarina (3,8%), Paraná (2,8%), Ceará (2,6%), Rio de Janeiro (2,2%) e São Paulo (1,5%). Outros Estados que apresentaram alta foram Minas Gerais (0,9%) e Pernambuco (0,4%).

Não fossem os meios de comunicação, dominados por meia dúzia de famílias que vivem o pré-capitalismo e almejam que o Brasil inteiro volte a essa época, a tal crise seria sentida por todos em seu devido tamanho.

Crise mesmo o Brasil vive em suas instituições, dominadas pelo mais rasteiro oportunismo, pela mais avassaladora corrupção e pelo mais explícito partidarismo.

O resto é resto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário