terça-feira, 24 de maio de 2016

O inacreditável silêncio do STF

O Supremo Tribunal Federal recebeu a acusação mais pesada de sua história, por parte do ínclito Jucá: participar de um golpe contra a Presidência da República com a finalidade de livrar políticos corruptos da cadeia.

E se a acusação é gravíssima, o silêncio do STF é mais grave ainda.

Como diz a sabedoria popular, quem cala, consente.

Neste caso específico, se não consente, que motivos levam o STF a se emudecer?

Estariam os digníssimos ministros tão cheios de trabalho que não tiveram tempo para responder às acusações?

Ou será que, com os olhos fixos nos milhares de processos que se acumulam em seus gabinetes, nem ficaram sabendo do que foram acusados?

Ou então talvez estejam fora de seus gabinetes, participando, por exemplo, de seminários caça-níqueis promovidos por revistas de extrema-direita?

Seja qual for a resposta ao silêncio, ele serve para fixar no cidadão comum, esse que não veste togas, a percepção de que a Justiça brasileira, antes conhecida por ser lenta, cara e privilegiar os ricos, ganhou mais um adjetivo depreciativo: golpista.  (Carlos Motta)

Nenhum comentário:

Postar um comentário