segunda-feira, 23 de maio de 2016

Não se iludam os democratas: está tudo dominado

Muitos, apressadamente, depois de lerem a matéria da Folha sobre o "pacto" para o fim da Lava Jato - traduzindo, o golpe para tirar Dilma Rousseff da presidência - acham que o "governo" interino está acabado.

Ilusão.

Os golpistas usurpadores se constituem no maior bando de reacionários e picaretas já reunido na história do Brasil.

Não são apenas os parlamentares que formam o tal governo.

Sem o apoio irrestrito dos meios de comunicação, do Judiciário, do Ministério Público, de empresários, de militares, e de parcela da população, eles não teriam tomado de assalto o Executivo central, tampouco durariam uma semana.

Se tiveram a audácia de tramar e executar esse sórdido golpe contra a democracia foi porque têm as costas quentes, sabem que gozam de total impunidade para fazer as estrepolias que quiserem.

Como não carregam valores éticos ou morais, para eles tanto faz serem chamados de ladrões, assassinos, estupradores ou de qualquer outra coisa.

Eles agem como profissionais pagos para fazer um determinado trabalho.

Ou como os criminosos nazistas que, para se livrar da punição finda a guerra e justificar suas atrocidades, diziam que só cumpriam ordens.

Os usurpadores bem que gostariam que seus sujos segredos não viessem a público.

Mas a revelação de que o que fizeram foi tão somente a execução de um crime não vai impedir que continuem a praticá-lo.  (Carlos Motta)

Nenhum comentário:

Postar um comentário