segunda-feira, 9 de maio de 2016

Homens de bem vão às ruas contra o golpe no golpe

Release distribuído há pouco convoca os homens de bem para protestar contra decisão do presidente da Câmara de anular a votação do golpe.

Um dos seus líderes diz que a nação está atenta "à tentativa de interferir, sem legitimidade e atentando contra o estado democrático de direito, no processo de impeachment". Ela é enfática: "Não aceitaremos golpe governista através da decisão do vice-presidente da Câmara dos Deputados." 

O cinismo e a hipocrisia, como se vê, escolheram o Brasil para frutificar.

Movimentos pró-impeachment organizam
manifestação hoje em Porto Alegre

Movimento Brasil Livre, Vem Pra Rua e Banda Loka convocam população da capital gaúcha para manifestação na Goethe às 19h de hoje, 09 de maio...

No mesmo dia que Guido Mantega é conduzido a depor coercitivamente, o deputado Waldir Maranhão (PP-MA), presidente interino da Câmara, decide anular a tramitação do processo de impeachment, em documento assinado na manhã desta segunda-feira.

Segundo os líderes dos movimentos, tendo em vista o desrespeito com as leis e com a Constituição do país, os movimentos vão às ruas mostrar que estão atentos aos atos daqueles que não colocam os interesses do Brasil acima dos seus.

Paula Cassol, porta-voz do MBL em Porto Alegre, fala sobre a ilegitimidade e ilegalidade da resolução do presidente interino. "Estamos atentos à tentativa de interferir, sem legitimidade e atentando contra o estado democrático de direito, no processo de impeachment. Não aceitaremos golpe governista através da decisão do vice-presidente da Câmara dos Deputados", diz Paula.

Os movimentos apoiam o deputado Mendonça Filho, que prepara ação contra Waldir Maranhão, no Conselho de Ética.

Nenhum comentário:

Postar um comentário